domingo, 16 de maio de 2010

Índice mede desempenho ambiental dos países


A Islândia é o país mais bem colocado em relação aos desafios do controle de poluição e gestão de recursos naturais, de acordo com o 2010 Environmental Perfomance Index - EPI (Índice de Desempenho Ambiental), produzido por uma equipe de especialistas ambientais das Universidades de Yale e Columbia, nos Estados Unidos. É a terceira edição do relatório, revisto a cada dois anos desde 2006.

O EPI classifica 163 países, dando uma nota de 0 a 100 com base em 25 indicadores reunidos em dez categorias: saúde ambiental, qualidade do ar, gestão de recursos hídricos, biodiversidade e habitat, florestas, pesca, agricultura e mudanças climáticas. Pelos investimentos e políticas voltadas para a sustentabilidade a longo prazo, a Islândia ficou com 93,5 pontos. No outro extremo da lista, está Serra Leoa, com 32.

Caindo vinte e oito posições em relação a 2008, o Brasil ficou em 62º lugar, com 63,4 pontos – um décimo e uma posição atrás dos Estados Unidos. Nosso país se saiu bem em indicadores como emissão de poluentes e qualidade da água, mas pecou em outros, como saneamento básico e doenças relacionadas com o meio ambiente. Mesmo assim, os brasileiros ficam bem a frente de outras nações em desenvolvimento, como China (121º) e Índia (123º) – enquanto os EUA estão muito atrás de países como Reino Unido (14º), Alemanha (17º) e Japão (20º).

No EPI, os países são reunidos em grupos de acordo com semelhanças geográficas e econômicas, permitindo com que sejam localizados os melhores exemplos de cada região. O relatório revela ainda que fatores políticos influenciam decisivamente o desempenho, incluindo o rigor na regulamentação e a ausência de corrupção.

Para a elaboração do EPI, foram utilizados dados fornecidos por instituições internacionais, como a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, a Convenção-Quadro das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas e grupos de pesquisa. “Dados de alta qualidade combinados com análises estatísticas apropriadas podem certamente ajudar políticos a identificar problemas (...) e estimular investimentos públicos na proteção ambiental de forma mais eficaz”, disse Jay Emerson, professor de estatística em Yale e um dos líderes do relatório.

Acesse o EPI clicando aqui.

Com informações do release oficial e do blog AN Verde.

Foto: reprodução (capa do resumo para políticos do EPI).

4 comentário(s):

Mimirabolante disse...

Legal.....estou acompanhando o seu trabalho....bjcas

hugo disse...

Estranho, a Islândia com toda aquela poluição do vulcão ter ficado em 1° lugar, cai por terra a credibilidade do relatório.

Heitor disse...

Hugo.. não creio que esse tipo de emissão possa ser calculada e muito menos aferida no relatório desse ano, que geralmente é medido com dadods do ano anterior, mas tem uma possível explicação pro Brasil ter caído tantas posições.. Maior produção, maior poluição.. se não, veja a posição da China. O que é bom financeiramente para países em crescimento é ruim para o meio ambiente..


Visita la meu blog: http://neo-ambiente.blogspot.com/

TOP BLOG ws disse...

Olá.
Venho por meio deste convidar-te a participar do 'Top Blog da Semana' do site 'TOP BLOG ws'.
PRÊMIO: Espaço de publicidade em um blog de qualidade. Cadastre seu blog e concorra.
http://videosincriveis.ws/topblog

Um grande abraço!