sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Onde você joga fora seus remédios?


Medicamentos que compramos nas farmácias e despejamos pelo ralo da pia ou jogamos no vaso sanitário podem comprometer a qualidade da água que bebemos. Algumas substâncias não são eliminadas pelo processo de tratamento do esgoto e há o risco de que causem até câncer no ser humano. Mesmo o descarte pelo lixo tem suas complicações.

Quem dá o alerta é o Jornal do Brasil, em reportagem publicada na segunda (15). No entanto, a matéria também traz esclarecimentos sobre a questão e dicas para se tomar uma atitude mais correta: comprar menos remédios e, se possível, procurar o farmacêutico para a destinação adequada destes produtos após o vencimento. Leia alguns trechos:

Esse problema é um consenso entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e o Conselho Federal de Farmácias (CFF).

Porém, até o momento não existe uma legislação que regulamente o descarte de resíduos doméstico, e a privada continua sendo a lixeira dos produtos.

– A Anvisa instrui as pessoas a descartarem o material em vasos sanitários, mas não concordo. As substâncias dos remédios vão parar nas águas dos rios que acabam sendo mananciais de água potável. Como nosso sistema de saneamento não é 100% eficiente, esses medicamentos acabam sendo distribuídos nas águas e as pessoas ficam, cronicamente, expostas a substâncias como, por exemplo, antibióticos e hormônios – afirma Wilson Jardim, professor do Instituto de Química da Unicamp.

Calcula-se que 20% dos medicamentos adquiridos são descartados de alguma forma no meio doméstico, informa Antonio Barbosa, coordenador nacional do Instituto Brasileiro de Defesa dos Usuários de Medicamentos (Idum).

– O descarte de medicamentos é uma das maiores causas de envenenamento e intoxicação em comparação ao contato com produtos químicos – alertou Barbosa.

O Conama também não dispõe de norma que regulamente o lixo doméstico.

Para o assessor técnico do CFF, José Luis Maldonado, os restos de remédios não devem ser jogados em casa, “o ideal seria devolver à farmácia” pois, segundo ele, o farmacêutico é responsável pelo plano de gerenciamento de resíduos.
Foto: Gastonmag/stock.xchng

4 comentário(s):

Patrick Moreira disse...

Nunca pensei nisso...
Eu só não acho que devolver o
remédio para a farmácia adiante... primeiro porque dá um trabalho danado...segundo porque acredito que o farmacêutico vá fazer o mesmo que eu faria em casa....
Mas não custa nada tentar!
;D
Parabéns pelo blog!

Projeto Jogo Limpo disse...

Olá Patrick,
Obrigado pelos parabéns e pelo comentário!
De fato, ainda não há consenso sobre a melhor maneira de descartar remédios. Mas qualquer ação para amenizar seus efeitos negativos é bem-vinda!

Abraços!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mimirabolante disse...

Uma vizinha me questionou este mesmo problema.......ela tem muitos remédios e fora da validade!!!!!!