sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Aquecimento global: um debate quente


Com o tema “aquecimento global” ganhando popularidade, começa a ficar visível a formação de dois grupos com visões opostas: para um, as evidências das mudanças climáticas são inegáveis; para o outro, é preciso ter mais ceticismo. Desse modo, debater o assunto corre o risco de ficar tão delicado quanto discutir sobre futebol, religião ou política.

Entretanto, um fator que pode ser o principal responsável por essa divisão de opiniões é a desinformação. Por exemplo: para quem mora em regiões frias, pode ser difícil acreditar no aquecimento global quando se tem neve na porta de casa. O que acontece é que o fenômeno realmente eleva a temperatura média mundial, mas, localmente, pode causar secas, tempestades e até resfriamento, entre outros fenômenos climáticos extremos. Um colunista do New York Times chegou a sugerir que trocássemos o termo por “estranheza global”.

Como em vários outros temas polêmicos, também se fala em “teorias da conspiração”, especialmente depois do chamado “climategate”, quando alguns documentos de cientistas que investigavam o aquecimento global foram vazados. Estes documentos supostamente minimizavam o impacto da ação humana sobre o clima. Desde então, muitos começaram a afirmar que esse foi o “início do fim” de uma farsa.

Por outro lado, os defensores das evidências do aquecimento estão preparados para o debate. O site Skeptical Science (Ciência Cética) reuniu os 91 argumentos mais utilizados por quem duvida das mudanças climáticas e mostrou o que a ciência tem a nos dizer sobre elas. Segundo a página:
Ceticismo científico é saudável. Os cientistas deveriam sempre desafiar a si mesmos para expandir seus conhecimentos e melhorar sua compressão. Mas isso não é o que acontece com o ceticismo do aquecimento global. Os céticos criticam vigorosamente qualquer evidência que fundamente a interferência do homem no aquecimento global e ainda abraçam cegamente e com empolgação qualquer argumento, coluna, blog ou estudo que refuta o aquecimento global.

Portanto, esse site é cético quanto ao ceticismo do aquecimento global. Seus argumentos têm alguma base científica? O que diz a literatura científica revisada?

A seguir, alguns dos argumentos céticos, em negrito, e a resposta científica. Mas, antes, queremos deixar claro que nossa intenção não é colocar um ponto final no debate, e sim buscar os fatos com o auxílio da ciência e mostrá-los, deixando você, leitor, livre para tomar a sua posição.
  • É o Sol: nos últimos 35 anos, o Sol mostrou uma ligeira tendência de resfriamento.
  • Não há consenso: segundo academias científicas de 19 países e diversas organizações que estudam as mudanças climáticas, os humanos estão causando o aquecimento global. Mais especificamente, 97% dos cientistas do clima publicam ativamente estudos que endossam a posição do consenso.
  • Os modelos não são confiáveis: embora haja incertezas com os modelos climáticos, eles conseguem reproduzir o passado e fizeram previsões que foram confirmadas mais tarde por observações.
  • A Antártida está ganhando gelo: enquanto o interior da Antártida Oriental está ganhando gelo, o restante está perdendo em ritmo acelerado.
Ilustração: montagem sobre artes de coscurro, flaivoloka e ilco/stock.xchng

4 comentário(s):

Kárita disse...

Não imaginava que houvesse controvérsias a respeito do aquecimento global.Eu particularmente considero que qualquer pessoa pode perceber que o clima está realmente mudando. Meu avô que tem pouco estudo e é do interior de Minas Gerais, percebeu que o clima mudou muito em comparação com 30 anos atrás. Basta ver o número de carros que circulam nas ruas e as toneladas de gás carbônico que é lançado no ar todos os dias para concluir que o ser humano é sim o responsável pelas mudanças climáticas. É fato que a Terra sempre passou por transformações climáticas, mas o processo era lento nã de forma acelerado como nos últimos 50 anos. Tem uma propaganda de uma ong que ilustra bem isso: "o que a natureza demorou centenas de anos para construir, o homem destrói em um dia".

Marcos disse...

Bom dia amigos, gostei muito deste post e gostaria de mais argumentos contra estes céticos do aquecimento. Quero refutar os seguintes argumentos:

1)O principal e mais abundante gás de efeito estufa é o vapor d'água, responsável por 80% do efeito estufa.
2)A concentrção do CO2 na atmosfera é de somente 4%.
3)De todo CO2 emitido anualmente os seres humanos são responsáveis por apenas 5%, o restante é da própria natureza.

Por favor, me ajudem. Vamos acabar com a hipocrisia daqueles que não querem assumir as nossas responsabilidades. obrigado.

Projeto Jogo Limpo disse...

Kárita,
Você resumiu bem uma das questões mais essenciais para entender o aquecimento global: a ação do homem acelera alguns processos que aconteceriam naturalmente em outro ritmo.

Marcos,
Vamos investigar essas afirmativas e em breve traremos mais esclarecimentos!

Marcos disse...

Legal!! Preciso mesmo de mais informações para poder ter maior segurança neste assunto. obrigado!