segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dilma venceu. E agora?

 
O G1 informa que ontem, 31 de outubro, às 20h04, o Tribunal Superior Eleitoral confirmou que Dilma Rousseff (PT) é a primeira mulher eleita presidente do Brasil. Conquistou mais de 56% do total de votos válidos. E agora que se passou o tempo de campanha e de "guerra" entre os candidatos, o que esperar na área de meio ambiente da mineira escolhida pelo povo para governar o país por quatro anos?

No dia 20 de outubro, Dilma lançou os 13 Compromissos com a Política Ambiental, que, segundo o seu site oficial, combinam sustentabilidade com desenvolvimento econômico. "Isso vale para todas as nossas políticas públicas. Não queremos mais que este país se desenvolva a custa da sua gente e da sua natureza", afirmou.

Na ocasião, manifestantes do Greenpeace fizeram um protesto pedindo por "desmatamento zero". A petista não assumiu o compromisso reivindicado pelos ambientalistas, mas declarou que teria "tolerância zero com o desmatador". O Blog do Jogo Limpo entrou em contato com a assessoria da presidente eleita para obter uma cópia dos compromissos e aguarda resposta.


No dia 8 de outubro, a ex-candidata Marina Silva (PV) entregou às coordenações de campanha de Dilma e José Serra (PSDB), derrotado no 2º turno, a "Agenda por um Brasil Justo e Sustentável", baseada nas diretrizes para o programa de governo da candidatura verde. Dilma respondeu, no dia 14, que alguns pontos deveriam "ser objeto de aprofundamento e/ou negociação", mas estava de acordo com a meta de incluir 10% dos biomas brasileiros em unidades de conservação; a prioridade de proteção da Amazônia, Pantanal, Cerrado e Mata Atlântica; a ação consistente na recuperação de áreas degradadas; e o veto à anistia para desmatadores.

No dia 25, a campanha apresentou um documento intitulado chamado "Os 13 compromissos programáticos de Dilma Rousseff  para debate na sociedade brasileira". O quarto item - "Defender o meio ambiente e garantir um desenvolvimento sustentável" - se compromete com o combate ao desmatamento, garante que a política industrial levará em conta critérios ambientais e reforça o compromisso do governo com as metas voluntárias apresentadas na COP15, além de destacar outras medidas, como zoneamento agroecológico, recuperação de terras degradadas e manejo florestal. O documento ressalta que é fundamental dar continuidade aos Programas de Aceleração do Crescimento (PAC) 1 e 2.

No seu primeiro discurso após eleita, Dilma afirmou: "Vamos buscar o desenvolvimento de longo prazo, a taxas elevadas social e ambientalmente sustentáveis". Em outro momento, disse: "A visão moderna do desenvolvimento econômico é aquela que [...] convive com o meio ambiente sem agredi-lo". Após essas eleições, parece que o tema "sustentabilidade" nunca esteve tão forte na pauta dos políticos. Vamos torcer para que continue assim no próximo governo e para que isso leve a ações efetivas.

Com informações do G1 (1, 2, 3, 4, 5), Blog da Marina e site da campanha de Dilma (1, 2).

Fotos: Roberto Stuckert Filho/Flickr

14 comentário(s):

Taty Abreu disse...

Agora FUDEU !
Salve-se quem puder !!

Inconstante disse...

Nossa!
Muita bom o post!
Bem diferentes de muitos que vejo, parabéns :)

Mas ainda assim... FUDEU![2]
Vamos ver se essa petista aguenta o "batismo de fogo" q escolheu...xP

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog, depois da uma força ai, http://www.gataplus.net
esperamos vc lá! abraços

Tarcicio Andrade disse...

Excepcional post!

Enviar Link. Fazer Bombar de Acessos!

Agregador e Rede Social.

http://migre.me/1Ur1W

Últimas dos Blogs disse...

Boa!

Anônimo disse...

Dilma venceu e agora podemos dar graças à Deus!

Veja só: a revista IstoÉ (aquela que é imparcial porque só publica matérias apoiando Dilma, Lula e CIA, e que, dizem as boas línguas, pertence ao Sarney) acabou de nos presentear com a seguinte notícia:

"A biodiversidade na Amazônia está aumentado (...) na última década surgiram 1.222 novas espécies"

Uau! Não foi que o desmatamento está ajudando os cientistas a encontrarem e catalogarem novas espécies, mas sim o Lula, o Deus que manipula os homens, a máquina estatal e até a natureza, que CRIA novas espécies!!!

Nunca antes na história deste país, um governante fez em 8 anos o que a natureza levaria 800.000 anos para fazer: evoluir espécies em novas espécies!!!!!!

Anônimo disse...

É, e desde quando o brasil é um "absolutismo presidencial"? Não muda, pq a maioria simplesmente não se importa!

Anônimo disse...

E agora? estamos fudidos!!!

Anônimo disse...

Agora teremos pelo primeira vez no Brasil uma técnica que entende muito bem o Brasil como um todo e não um politico que fez do poder a sua meta de vida ! Teremos uma Presidenta que corretamente se classifica e os pseudo-intelectuais de plantão dizem: '' ho como ela e burra diz presidenta''. Mas o fato e que a burrice esta nesses formadores de opinião que dizem qualquer asneira para conseguir atenção. Teremos sim uma presidenta que tem a coragem de fazer de mudar de inovar e de manter o que esta bom.

Anônimo disse...

F U D E U !

Anônimo disse...

E agora... o Tucanhalhas perderam as penas, estão banidos do Planalto de uma vez por todas!!!
É isso é Dilma Lá!!!! Quem não gostar, as fronteiras são serventia da casa!!!

Anônimo disse...

Fudeu (3)

Com 56% de pessoas tolas e sem escrúpulo. Como iremos viver no Brasil se a nossa presidenta sempre se contra diz com suas palavras. Como iremos saber o que ela gesticula será verdade ou uma "marolinha"?
Queria saber se o Brasil irá ser a mesma coisa que é(segundo mundo)ou irá investir num futuro para um país melhor?

Gabriel Mineiro | Hipertacular disse...

Um anôniomo disse lá em cima que com o desmatamentos surgiram 1222 especies. Parece que ele não tem uma boa interpretação, pois essas 1222 novas espécies foram criadas e não evoluídas. Nenhuma macroevvolução foi constatada até hoje, desde o início da história.

Jaqueline disse...

http://estoesincrivel.blogspot.com/

" O Brasil é o único país que a gente bate palma pra bandido! - Felipe Neto. "

A Dilma tem suas propostas de governo, com o Lula junto. Muitas vezes deixamos de pensar em nós, e só vemos pelo lado verde, mas temos que pensar no geral. Ela quer fixar o governo dela só na área verde?

Se ela quer fazer um bom negócio, vai ajudar na área de educação! Não fica aí viajando que nem o Lula! Vem ajudar aqui dentro.

Seu salário está ótimo? Dá pra comprar carro do ano? Dá? Que bom.
A escola do seu filho (pública) está boa? Ele está mais aprendendo na escola, ou no computador?

A chave desse país é educação, aí, a gente parte pra ecologia.